O Sindicato da Indústria da Construção Civil e de Artefatos de Cimento Armado do Vale do Itapocu - SINDUSCON reuniu associados e convidados durante café da manhã na terça-feira, dia 18, no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, para apresentar as metas da entidade. O presidente Paulo Rubens Obenaus fez um relato da trajetória da entidade que surge para promover o fortalecimento do segmento, por meio da representatividade e da qualificação das empresas.

O presidente lembrou que embora tenha sido criado em 7 de novembro de 2006, o SINDUSCON do Vale do Itapocu só obteve seu registro oficial em 8 de dezembro de 2016. "Foram 10 anos de muita mobilização até obtermos a autorização de funcionamento concedida pelo Ministério do Trabalho, e desde então começamos um processo de mobilização capaz de agregar as empresas do setor em nossa região, responsáveis por uma participação importante na economia", explicou, destacando a participação do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul (CEJAS) e da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) no trabalho de articulação para a criação do Sindicato.

O SINDUSCON foi constituído para defender e representar legalmente as categorias econômicas que formam o setor da construção civil, representada por empresas que atuam na produção de artefatos de cimento armado, com edificações, montagem de estruturas metálicas, demolição de edifícios e outras estruturas, na instalação elétrica, hidráulicas, sanitárias e de gás, instalação de sistemas de ar condicionado, de ventilação e refrigeração, pintura e decorações, estuques e ornatos, artefatos de cimento para uso na construção civil, pré-moldados de concreto, casas pré-moldadas de concreto, entre outras ligadas à cadeia produtiva.

Com base territorial que abrange, além de Jaraguá do Sul, os municípios de Barra Velha, Corupá, Guarairim, Massaranduba, São João do Itaperiú e Schroeder, o Sindicato conta com 35 empresas associadas. "Nossa meta é ampliar a representação, alcançando 100 empresas até o final de 2017", diz Paulo Obenaus. Numa projeção estimativa, o segmento congrega pelo menos 500 empresas formais na região, gerando mais de 20 mil empregos diretos e indiretos. Um dos desafios é, por meio da representação, contribuir para que o segmento se profissionalize cada vez mais e busque a formalidade. Isto se dará, explica o presidente, através de parcerias que oportunizem benefícios às associadas, em ações nas áreas de capacitação e na melhoria da gestão.

Neste sentido, o vice-presidente da FIESC para a região do Vale do Itapocu, Célio Bayer, colocou à disposição do SINDUSCON os diversos programas mantidos pelo SENAI, SESI e IEL, voltados à qualificação da mão de obra, saúde e segurança do trabalho, e na área da inovação.

O encontro realizado no CEJAS contou ainda com o patrocínio da empresa Breithaupt, tradicional fornecedora de itens para o setor da construção civil e parceira do SINDUSCON do Vale do Itapocu.

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização


R. Octaviano Lombardi, 100 - Czerniewicz ⁞ Jaraguá do Sul/SC ⁞ CEP:89255-055 ⁞ Telefone: (47) 3275-7050